Arara vermelha grande 2017

Celso Lobo

Preço

Arara vermelha grande 2017

Celso Lobo


Fotografia

Na imagem o artista Celso Lobo retrata uma arara vermelha grande. Ave de grande porte, típica de região amazônica, tem cores exuberantes e uma cauda bem longa, desponta na lista de ameaça em extinção.

Uma de suas principais características, além da beleza, está no fato de fazer muito barulho, pois consegue dar gritos estridentes que podem ser ouvidos numa longa distância.
Nascido em Belém do Pará, desde muito novo o aquariano Celso Lobo sempre foi um apaixonado pela imagem. Iniciou sua relação com o desenho, trabalhou com serigrafia, mas sua paixão pela fotografia sempre falou alto. Foi quando, em 2007, conseguiu investir num equipamento digital básico e começou a fotografar casamentos. A vontade de se aperfeiçoar sempre falou alto e, em 2009, durante a primeira edição do Wedding Brasil (SP), fez sua primeira oficina. De lá para cá, foram inúmeras participações, tanto no evento anual como nos cursos e workshops com fotógrafos como Vinicius Matos (MG), David Backstage e aulas com Joe McNally, entre outros Talvez pelo fato de transitar entre universos distintos, com uma fotografia marcante nos eventos (fotografia social) e de observação nas paisagens de natureza (autoral), Celso afirma priorizar sempre a luz natural. No dia a dia, busca unir o fotojornalismo, moda e still, sempre atento ao registro de momentos tradicionais dos eventos. Já em sua paixão por paisagens, locais de ação popular e do cotidiano ribeirinho amazônico, que sempre foi muito forte, o lugar conduz o enquadramento. “Particularmente gosto muito de fotografar o Ver o Peso. É sempre surpreendente. Diariamente, o lugar oferta um universo ricamente diversificado, como se todo dia fosse um novo entorno, vivo e pulsante”, afirma Celso. O reconhecimento do trabalho como fotógrafo confirma sua paixão e dedicação pela fotografia. O segundo semestre de 2016 foi particularmente recompensador. Suas fotografias correram mundo e ganharam reconhecimento nacional e internacional. No mês de setembro/2016, durante o 4º Festival Internacional do Chocolate e Flor Pará (PA), uma de suas fotos, que estavam expostas juntamente com outros talentos, foi a mais votada pelo público do evento. Em outubro, foi o único paraense convidado a participar da exposição na semana de Arte, Cultura e Letras do Carrousel Du Louvre em Paris, no Museu do Louvre no estande da Divine Académie Française des Arts, Lettres et Culture (Museu do Louvre/Paris), quando foi condecorado Embaixador da Divine Académie e teve sua foto premiada. Também participou do livro ‘Les Brésil vu par les brésiliens' (O Brasil visto pelos Brasileiros), lançado durante a exposição em Paris. Outros convites aconteceram, e o ano de 2017 já inicia com novos espaços. Graças à medalha de prata recebida no mês de novembro deste ano no Brasília Photo Show (DF) - International Festival Of Photography - foi convidado a participar, juntamente com outros fotógrafos brasileiros, do livro oficial do evento, (Anuário da Fotografia lançado no início de janeiro de 2017. Membro do Foto Cine Club Grão-Pará (FCCGP), atualmente faz parte da diretoria, que conta com mais de 50 fotógrafos profissionais e amadores associados. A entidade ministra cursos e oficinas de aperfeiçoamento para os membros do clube e realiza a cada mês expedições fotográficas, na capital e no interior. Para ele, a Amazônia e o Pará têm muito a ser visto. “Temos fotógrafos que são verdadeiros artistas, com o olhar diferenciado. Acho que a região faz isso, nos dá uma sensibilidade maior para fotografar alguns elementos como a natureza”, finaliza o fotografo.

Veja mais obras do artista

Relacionadas

Tamanhos

CATEGORIA TIRAGEM TAMANHO

Impressão

Paspatur / Borda


Molduras

Resumo

Preço

Compartilhar





Relacionadas